Coisas para lembrar ao investir em arte

Mercado de arte indiana é dividido em dois segmentos – moderno e moderno. O segmento moderno consiste de mestres como M.F. Husain, S. H. Raza, F.N. Souza, V.S. Gaithond, Amrita Sher Gill e outros. O segmento moderno é relativamente jovem, com cerca de 30 anos de idade. Por outro lado, artistas nascidos depois de 1930.

1. Faça sua própria pesquisa.

Uma das primeiras coisas que você precisa fazer antes de comprar arte é expandir suas oportunidades lendo sobre arte, visitando galerias de arte locais, conhecendo artistas / colecionadores e outras pessoas que estão ativamente envolvidas nessa área. Converse com artistas, consultores e curadores para ter uma idéia do funcionamento do mercado de arte, bem como para se comunicar com pessoas com a intenção de adquirir arte, também conhecidas como "colecionadores".

Existem casas de leilões internacionais, como a Sotheby's e a Christie's, especializada em arte indiana. Há também casas de leilões domésticas, como Pundoles, Asta Guru e Saffron Art. Você pode contatar revendedores e galerias. Você também pode contatar um consultor de arte. Você pode pagar um consultor 2-5% para o trabalho caro. O serviço para pequenas obras pode custar 5-15% do valor do trabalho. A taxa também depende da raridade da obra de arte.

Certifique-se de revendedores e galerias vendem obras de arte autênticas / autênticas. O mercado de arte está cheio de obras de arte falsas, por isso certifique-se de fazer uma pesquisa adequada antes de comprar arte. Ao comprar obras de arte, confira vários documentos importantes, como uma garantia de autenticidade, um certificado de origem, ou seja, proprietários anteriores de uma obra de arte, um relatório de status, publicações (se houver). Atualmente, muitas casas de leilões, como a Saffronart, não fornecem um certificado de autenticidade. Ao comprar em casas de leilão, certifique-se de compreender o prêmio do comprador e os custos totais incorridos (custos de envio, impostos, etc.). Normalmente, quando você compra através de um revendedor, apenas o vendedor, não o comprador, deve pagar a comissão. Isso também pode acontecer quando você compra em uma galeria. Mais uma vez, depende do revendedor, galeria e arte.

2. Qualidade, não quantidade.

Invista em menos produtos melhores. Nem todas as obras de um artista famoso são obras-primas. Você deve usar a ajuda de especialistas para determinar a obra-prima. Por exemplo, o óleo sobre tela é provavelmente a forma mais cara de pintura. Em seguida, vem acrílico sobre tela, depois acrílico sobre papel. Em seguida, seguiu aquarela em papel e carvão no papel.

3. Compre obras de arte que você gosta e que você entende. Realce o orçamento.

Compre arte que você gosta. Isso é algo que você pode economizar para a vida, porque você nunca sabe se pode vendê-lo ou não. Diferentemente de outras formas de investimento, como as ações, vale lembrar que a arte tem uma qualidade estética que pode, e alguns dizem, valorizar além de seu valor monetário. A arte é um investimento a longo prazo. Além disso, os preços de obras de artistas famosos não sobem necessariamente quando ele morre. A arte não deve ser superior a 5% do seu investimento total.

4. Salvando a obra de arte

Depois de comprar uma obra de arte, você também terá que incorrer em custos de manutenção, como seguro, armazenamento. Você também deve cuidar da obra de arte, pois a arte deve ser armazenada em um ambiente que não caia sob luz solar direta.

5. Investindo em artistas iniciantes

Especialistas dizem que você pode olhar para o investimento em artistas emergentes, cujo trabalho está disponível a partir de 1 rupia e acima. Embora possam ser uma boa opção, é difícil prever quem será o grande vencedor no futuro. Para fazer isso, você precisa usar o conselho de especialistas neste campo.

6. Edições impressas, edições limitadas.

Se você tem um orçamento limitado, também pode investir em impressões de edições limitadas, como serigrafia, litografia.

7. Avaliação de uma obra de arte.

Nos países ocidentais, a arte tem um mercado muito maior. Nesses países, existem instituições que valorizam a arte. Na Índia, não temos instituições certificadas que valorizem a arte. Mas obras de arte podem ser apreciadas por casas de leilão e galerias. Recentemente, até mesmo as seguradoras armazenam obras de arte.

Deixe um comentário